Pastor e família serão indenizados por acusação falsa

Pastor e família serão indenizados por acusação falsa

A Quinta Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça paulista condenou, no dia 16/12/2015, instituição religiosa a indenizar pastor e sua família, agredidos e expulsos de casa sob acusação de apropriação indevida de valores. O pastor e família serão indenizados por acusação falsa e pelo homem ter ainda sido obrigado a se submeter à cirurgia de vasectomia como condição para exercer o ministério. Os autores receberão R$ 150 mil a título de danos morais – R$ 50 mil para cada.